29a. Bienal de São Paulo – Carlos Vergara

História das Artes > Sala dos Professores > 29a. Bienal de São Paulo – Carlos Vergara
29a. Bienal de São Paulo – Carlos Vergara
   

Quando jovem trabalhou com cerâmica, e no início da década de 1960, faz jóias de prata e cobre.

Em 1963, inicia curso de desenho e pintura com Ebert Camargo (1914 – 1994), e produz, até 1967, pinturas figurativas, com pinceladas ágeis e traço caricatural, além de um tratamento expressionista.

A partir de 1966, Vergara incorpora à sua base expressionista ícones gráficos e elementos da arte pop. Desde a década de 1980, Vergara dedica-se mais decididamente à pintura.

Utiliza em seus trabalhos pigmentos naturais, retirados de minérios, materiais que também usa na produção de monotipias, muitas delas realizadas em ambientes naturais, como o Pantanal Mato-Grossense.

Trabalho apresentado sobre esse artista:

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. 29a. Bienal de São Paulo – Carlos Vergara. História das Artes, 2020. Disponível em: <http://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/29a-bienal-de-sao-paulo-carlos-vergara/>. Acesso em 28 Nov 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: