Os Impressionistas por Paul Gauguin

História das Artes > Sala dos Professores > Os Impressionistas por Paul Gauguin
Os Impressionistas por Paul Gauguin

Fragmento do manuscrito inédito, ‘Diverses Choses, 1896-1897’ Paul Gaugin descreve sua opinião sobre diversos assuntos.

Destaque para a sua opinião sobre o movimento Impressionista.

“Vieram os impressionistas. Estudaram a cor exclusivamente enquanto efeitos decorativos, mas sem liberdade, mantendo os obstáculos da verossimilhança.

Para eles a paisagem sonhada, criada peça por peça, não existe.

Olham e veem harmonicamente, mas sem objetivo algum.

Seu edifício não foi construído sobre uma base séria, fundada na razão das sensações percebidas por intermédio da cor.

Procuraram em volta do olho e não no centro misterioso do pensamento, e de lá caíram em razões cientificas…

São os Oficiais de amanhã, mais terríveis produziu e ainda produzirá obras primas.

Já os Oficiais de amanhã estão num barco vacilante, mal construído e inacabada…

Quando falam de sua Arte, de que se trata?

De uma arte puramente superficial, cheia de afetação, puramente material.

O Pensamento não reside nela.

‘Mas você tem uma técnica?’ perguntarão.

Não, não a tenho.

Ou melhor, tenho uma, mas vagabunda, elástica, conforme a disposição com que me levanto de manhã, técnica que utilizo a meu gosto para exprimir o pensamento, sem levar em conta a verdade da Natureza como exteriormente se apresenta.”

Publicado em Jean de Rotonchamp, Paul Gaugin, 1848-1903 (Paris, Crès, 1925).

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *