O Cardeal, Rafael Sanzio

O Cardeal, Rafael Sanzio

Obra-prima da retratística de Rafael dos primeiros anos da atividade romana do pintor, a tela é contemporânea da decoração da Stanza della Segnatura, no Vaticano, em cujos afrescos são inúmeros os retratos de amigos e personagens famosos da época que representavam figuras históricas do passado.

A encomenda do Vaticano fez crescer muito a fama e o prestígio do pintor, procurado pelos mecenas mais ou menos próximos da Cúria Romana, que rivalizavam entre si na adjudicação das suas obras.

O impenetrável cardeal era, seguramente, um conceituado membro da corte papal de Júlio II, mas não foi plenamente identificado apesar das inúmeras propostas dos estudiosos (Ipólito d’Este, Bandinello Sauli, o cardeal Alidosio, Bibbiena).

O jogo de volumes que formam a figura – duas pirâmides invertidas, unidas pelos vértices – revela o interesse geométrico e espacial que caracterizava toda a produção de retratos de Rafael.

A extrema naturalidade e elegância da pose, a segurança e simplicidade da composição e os refinados contrastes cromáticos manifestam, na sua essência, a força moral da personagem, a sua dignidade social e vital. Seja quem for o protagonista, a sugestão criada pelo olhar altivo e os lábios fechados mostram o tipo humano representado: o diplomata calculista e enigmático.

O Cardeal, c.1510, óleo sobre madeira, 79 x 61 cm, Rafael Sanzio, Museu do Prado, Madri.

Agora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de Rafael, experimente fazer uma releitura dele ou crie um retrato de alguém com importância histórica, usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *