Aquarela

História das Artes > Posts com a tag "Aquarela"
Ilustrar um Poema com Aquarela

Ilustrar um Poema com Aquarela

Passarinho
Do Livro “Lia e o feitiço da Palavra”
Autora: Marilia Moreira

Não prenda o passarinho, não prenda!
Aprenda com ele a voar bem alto
e de um único salto chegar ao céu.
Aprenda com ele a voar ligeiro
como um ano faceiro brincando ao léu.

Não prenda o passarinho, não prenda!
Passarinho feliz vive sempre soltinho,
como um garotinho de om coração,
voando ligeiro com asas de renda
bordadas com a prenda da imaginação.


Proposta: Ilustrar o poema com aquarela, usando lápis aquarelado e pincel com reservatório de água


Material:

Papel canson ou papel com maior gramatura que a folha sulfite
Lápis preto
Borracha branca
Lápis aquarelado
Pincel com reservatório de água

Como fazer:

Escolha o desenho de um pássaro da sua preferência, de forma leve como um esboço;
Verifique as cores de lápis aquarelado que melhor harmonize com o seu desenho;


Faça pequenos sombreados, ou seja, vá deixando tons mais suaves em todo o espaço e escolha um dos extremos para fazer em tom mais escuro;

Colorido pronto, veja se quer acrescentar mais algum detalhe;

Com suavidade vá passando o pincel por cima do seu colorido, não esqueça de colocar água no reservatório;

Quando precisar molhar um pouco mais de água no seu colorido, dê uma pequena apertada no reservatório, sem exagerar para não prejudicar a sua obra;

 

Quando mudar de cor, limpe a ponta do pincel em papel toalha;

Continue até colorir todos os espaços, deixe secar.


Sua obra está pronta!

Fotografe e disponibilize nas mídias sociais #historiaadasartestalento.

 

José Roberto Leonel Barreto

José Roberto Leonel Barreto

Leonel Barreto, pseudônimo artístico de José Roberto Leonel Barreto, nasceu em Capão Bonito, SP, em 1942.

Desenhista, gravador, pintor, professor e teórico em arte, passou a infância em Itapetininga e mudou-se, na adolescência, para a capital. Continue Lendo

Pintando com Aquarela

Pintando com Aquarela

Essas tintas são, na verdade, feitas de pigmentos de cor suspendidos em uma base solúvel em água. O controle da adição de água é o que dará o efeito de uma pintura com mais luz ou mais intensa. As tintas aquareladas são ideais para a paisagens, marinhas, pequenos objetos. Continue Lendo

Exposição As Cores do Sagrado

Exposição As Cores do Sagrado

A exposição As cores do Sagrado reúne 50 obras do artista Carybé registrando principalmente as tradições do candomblé da Bahia com curadoria da filha dele, Solange Bernabó. São imagens produzidas entre 1950 e 1980 baseadas em sua vivência nos terreiros que frequentava, entre os mais tradicionais da religião afro-brasileira.

Continue Lendo